A Casa Abandonada - Lovecraft


Este conto é algo próximo a uma história sobre vampiros, porém bem ao estilo de Lovecraft.

Fala sobre uma casa real que tem fama de ser mal assombrada, localizada em Providence, no estado de Rhode Island. Uma construção antiga que serviu de inspiração para o autor escrever seu conto em 1924.


A propriedade fica na Benefit Street 135, na zona sul da cidade natal do escritor. Lovecraft descreveu a casa em uma de suas cartas, dizendo o seguinte: “Na Benefit Street, próximo à Bridge Street esquina com a Elizabeth Avenue há uma casa velha e terrível — um lugar infernal onde coisas sinistras aconteceram em meados do século XVII — com uma fachada escura e pintura descascando, um telhado alto e uma escadaria externa tortuosa que leva ao segundo pavimento. No jardim frontal crescem selvagemente ervas daninhas, mato alto e espinheiros tão densos que parecem ter sido alimentados por cadáveres ali enterrados. A lembrança vívida dessa casa de minha infância, me levou a escrever um novo conto de horror, tendo a casa como protagonista".



O conto começa dizendo que um dos maiores escritores do horror – Edgar Allan Poe – por ironia do destino, já tinha passado em frente à casa diversas vezes, mas sem nunca dar importância ao local – e isso realmente aconteceu! -, o que o levou à conclusão de que “até mesmo dos horrores supremos raramente a ironia está ausente”.


A Casa em Benefit Street estava abandonada desde sua infância e corriam boatos de que ela havia sido palco de um famoso assassinato nos tempos coloniais. E para aumentar ainda mais a fama do local, ao lado dela foi deixado um antigo cemitério com lápides desgastadas e estátuas antigas cobertas de musgo e fungos.


Lovecraft a descreve da seguinte maneira: "(a casa) era simplesmente assustadora. Havia nela algo que causava desconforto ao observador, como se sobre ela pairasse uma aura de infortúnio. Talvez fossem as paredes desalinhadas, a madeira apodrecida do alpendre, as janelas com vidros quebrados ou a escuridão lúgubre em seu interior. Eu observei certa vez através da janela o interior abandonado e desprovido de vida. Era cinzento e estéril. Um bom lugar para conjurar imagens de medo".


Um dos últimos proprietários da casa anunciou o local para venda por um milhão de dólares, depois dela ter passado por algumas melhorias que a tornassem vendável. Nos anos 50, a “casa assombrada” finalmente teria sido vendida, arrumada e habitada até os anos 70, quando novamente foi abandonada até meados de 1985. Depois disso a casa tornou-se um consultório dentário.


Perguntado a respeito do passado da casa, o atual proprietário disse que nem mesmo sabia que sua casa serviu de inspiração para uma história de horror. No entanto ele sempre achou curioso o fato de várias pessoas apontarem e tirarem foto diante de sua propriedade. O dono garantiu que a casa NÃO é assombrada. Mas francamente, dá para confiar em um cara que quer passar um lugar chamado de “a casa assombrada” adiante?


O último dono realizou muitas melhorias: a fachada foi pintada e o interior foi modernizado, e o cemitério colonial foi removido nos anos 60. As fotos mais recentes da casa vocês podem conferir no final desta resenha.


De acordo com o conto de Lovecraft, no porão dela existem horrores fungóides de cor pálida amarelada que crescem e se espalham pelas paredes como tumores, e que, tais fungos que crescem e se espalham pela terra, exalando um odor fétido, bastante conhecido pela vizinhança, na verdade, são emanações de um ser terrível que nela habita – como um vampiro a alimentar-se de todos os que vivem nela.


O próprio Lovecraft descreve seu encontro com tal criatura (que eu não vou dizer como foi para não dar spoiler), e que foi preciso usar barris de ácido sulfúrico contra o terrível ser – o que elevou grandes fumaças amarelas a cobrirem o céu do local.


Há relatos da cidade que dizem que em toda a colina as pessoas ainda falam do dia amarelo, quando exalações virulentas e hórridas se ergueram dos detritos de uma fábrica, que eram lançados no rio Providence, mas que H. P. Lovecraft bem sabia o quanto essas pessoas estavam enganadas quanto à fonte daqueles vapores.


O conto nos prende do início ao fim, e as descrições do autor são tão detalhistas, que podemos criar imagens de sua narrativa – visões terríveis e extraordinárias.


Um ótimo conto, e que eu recomendo muito para todos os fãs do horror.



6 visualizações
Circulo Soturnos Logo Coruja.png

SIGA-ME

  • Facebook
  • Instagram

© Sr. Arcano - SITE OFICIAL DO AUTOR - Todos os direitos reservados.