Buscar

Resenhas de Indy Sales e Rozz Messias

A poetiza Indy Sales e a escritora Rozz Messias falaram sobre o meu livro, e isso me fez confirmar um fato que, como autor, eu não poderia perceber. Já não é a primeira vez que recebo impressões de leitores que dizem que a obra possui poemas pesados, e que denunciam o interior sombrio das pessoas; muitas vezes, dos próprios leitores. Certas impressões não poderiam vir de mim, porque escrevi naturalmente, e não pensei nisso como tema ou proposta dos poemas. Eu geralmente tenho uma opinião sobre o que escrevo, mas a essência do que está por trás dos versos vem da opinião dos leitores; é através deles que eu me descubro. Tudo o que eles dizem desperta em mim o efeito latente de aperfeiçoar minhas habilidades, e explorar o que antes eu não conseguia enxergar. E casos como esse tem sido tão pragmáticos que já não tenho uma teoria sobre minha dialética - deixo fluir o que se apresenta aos leitores, e dessa experiência construo minha personalidade literária.


Para ilustrar meu pensamento, deixo abaixo duas resenhas recentes, de pessoas que eu conheço através da Editora Círculo Soturnos. Escritoras que leram meu livro e deixaram suas análises a respeito da obra.

Indy Sales

"Sobre o que as pessoas não querem falar? O que a sociedade quer esconder e censurar? O que é rotulado como feio e pode até causar aversão? Saiba que a poesia maldita vai esfregar tudo isso na sua cara. Então, se você quer uma leitura que não te faça pensar e não gere nenhum incômodo, vá ler versinhos de amor, que têm aos montes por aí. Porque a poesia maldita vai cutucar suas feridas, despertar seus monstros interiores e não vai romantizar esta sociedade putrefata em que vivemos. E a poesia do Sr. Arcano é dessas que te despe das suas utopias sobre a vida. O livro 'Versos Proibidos', contém poesias MUITO fortes! A cada página os versos te afundam ainda mais num submundo poético. É difícil para a maioria das pessoas imaginar que sentimentos tão decadentes possam ser tão poéticos e belos, mas o autor nos conduz de forma encantadora pelo seu mundo obscuro. ⁣⁣⁣⁣


⁣Há um poema que diz: 'Ele quer apenas ficar bem longe da luz.' E os poemas desse livro se entregam às trevas e não lutam contra a obscuridade. E embora reflitam a alma do poeta, também criticam o mundo ao redor. ⁣⁣⁣⁣


⁣⁣⁣⁣'Versos Proibidos' é completo ao percorrer temáticas variadas. Em alguns poemas me lembra muito o soturnismo gótico que ora sofre com a morte, ora a idealiza. Explora a atmosfera ácida, crítica, irreverente que costumamos encontrar entre os poetas sombrios. E chega a se aprofundar no Terror e sobrenatural. Tudo com um estilo muito único e consistente. ⁣⁣⁣⁣


⁣⁣⁣⁣Com certeza é o livro de poesia mais intenso que já li. Sempre me apeguei muito aos clássicos e li pouca poesia contemporânea. Mas Versos Proibidos é tão maravilhoso que vai ficar na minha estante ao lado dos meus 'demoninhos' As Flores do Mal (Charles Baudelaire) e Eu e Outras Poesias (Augusto dos Anjos).⁣⁣⁣⁣


⁣⁣⁣⁣Além de tudo, a diagramação é perfeita! Ilustrações belíssimas! Amei todas. A ilustrações finais me remetem a um grimório! Uma coisa mais linda.⁣⁣⁣⁣"


Rozz Messias



"Versos Proibidos traz uma coletânea de poemas escritos ao longo de uma década. Os poemas seguem uma sequência gradual, partindo de sentimentos de solidão gerados pela sensação de ser diferente, passando pela paixão um tanto utópica e escalando a dor da rejeição. Classifico essa fase como a mais pura e melancólica. A fase dos sentimentos doloridos e ingênuos.


Seguimos para temas sociais e críticas aos religiosos, e aí fica evidente esse lado mais 'maldito'. É aqui que fica nítida a posição do autor como poeta sombrio, passando a ser visto como uma figura maléfica, um ser desprezado pela sociedade. Arcano assume seu papel como um ser escabroso que joga na cara dos sonhadores a fria realidade da vida e as mazelas da sociedade, a qual aceita a beleza da poesia que trata de amor, paixão e saudade, mas não permite que se fale de dor, angústia ou lamentação.


A última parte da obra traz versos que misturam o gótico, o romântico e o erótico, um trio que caminha lado a lado, de mãos dadas, surpreendendo a cada verso lido.


Versos Proibidos é um misto de romantismo, dor, crítica, inconformismo, erotismo, desejos e decepções. Versos que chocam e levam a uma profunda reflexão... é o tipo de livro que precisa ser lido aos poucos, digerido. Não é para aqueles que se recusam a contemplar seu próprio interior, pois em cada verso nos vemos como realmente somos, seres cheios de dores, de podridão e inconformados com as injustiças do mundo.


As métricas, rimas, ritmo e melodia são admiráveis, antagonistas das palavras às vezes duras e cheias de lamentos. Recomendo para todos os que tiverem coragem de mergulhar na escuridão de sua própria alma.


Destaco o poema 'Anjo soturno' na página 37. A cadência das palavras terminadas em 'ando': voando, contornando, banhando, sonhando… e a repetição de algumas palavras como anjo e noite, o contraste entre a beleza da lua e das estrelas e a dor dos sentimentos de dor e saudade… nos proporciona sensações doces e melancólicas.


Outro destaque vai para as rimas elaboradas de Arcano: O selo do amor página 59:


A marca em mim deixada

Queimou profundamente

(A vida torturada

Marcada em minha mente)


O fel do coração

Aprisiona-me em teias,

(Eu morro de emoção

Na dor de minhas veias)


À beira dessa morte

Sofrendo em podridão,

Darei um grito forte.

(Um grito de aversão).


Alguns poemas, como Sara, nos levam para o cenário, fazendo com que sintamos a dor e o desespero do personagem ali retratado. Eu poderia aqui destacar um a um dos poemas, mas recomendo que você faça sua própria leitura, relacionando a poesia do Arcano com suas próprias dores e escuridão. Se for forte o suficiente…


Recomendo que o livro seja lido mais de uma vez. Vale a pena!".





7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Sara

Circulo Soturnos Logo Coruja.png

SIGA-ME

  • Facebook
  • Instagram

© Sr. Arcano - SITE OFICIAL - Todos os direitos reservados.