J. P. Balbino - Autor do Caos


Tenho o privilégio de ter em mãos o livro “A Seita do Caos”, escrito por J. P. Balbino, e que o li com grande entusiasmo, o que rendeu este artigo no qual falo do autor e de seu livro.

Por conseguinte, venho a sustentar minha convicção de que o Brasil tem ótimos autores atualmente. Nesse caso, voltado ao Realismo Fantástico, gênero bastante cultuado no momento por diversos escritores, e no caso de Balbino, com fatos que nos levam à meditação de uma realidade que poderia ou não acontecer.

O livro narra uma aventura repleta de ação, cujo plano de fundo é uma cidade futurista não muito distante da realidade em que vivemos. Aqui nos deparamos com questões interessantes, como por exemplo a levantada no livro sobre o fato de países inimigos terem vasculhado dados íntimos de soldados em sites de relacionamento.

Em “A Seita do Caos”, o médico Klaus Lennertz luta para erradicar do planeta um vírus mortal chamado Ius, responsável pela morte de grande parte da humanidade. E em sua luta temos cenas fantásticas em um ritmo alucinante de ação e batalhas.

Com enredo bem escrito e de fácil entendimento, o leitor viaja entre cybers que querem provocar uma grande revolução armada, uma seita secreta que conspira o controle do planeta, armas de fogo poderosíssimas, espiões misteriosos, criminosos altamente armados e diversos aparatos tecnológicos.

O mais interessante no livro são as ideias que o ligam à teoria do caos, como causa e consequência de todo o enredo. Com passagens absurdamente fantásticas, suas teorias nos levam à meditação sobre, por exemplo, o fato de que o bater das asas de uma borboleta pode ocasionar um terremoto no outro lado do planeta. Em suas explicações o mistério torna-se interessante e sedutor.

Tudo é uma questão de energia acumulada, que influencia em um determinado acontecimento o que não estava previsto para acontecer na natureza. Se um acontecimento gerou energia além do necessário, essa energia será usada pela natureza em outro acontecimento, já que na natureza tudo se transforma.

Anos atrás conversei com o autor sobre o livro, e, na época, vi diante de mim um jovem de 21 anos no auge de seu entusiasmo literário. Chegamos a tomar uma cerveja juntos, e comparecemos ao lançamento de Leonardo Brum no Rio de Janeiro. Apesar de ter perdido o contato com o autor, até hoje guardo um exemplar deste livro autografado.

O enredo de seu livro daria um ótimo filme de ação, tanto que durante a leitura temos a sensação de estarmos diante de um filme muito bem feito.


Ler “A Seita do Caos” é viajar numa aventura repleta de ação e mistério, em que o leitor terá uma surpresa nova a cada capítulo, sem muitos rodeios e com desfecho emocionante.

5 visualizações
Circulo Soturnos Logo Coruja.png

SIGA-ME

  • Facebook
  • Instagram

© Sr. Arcano - SITE OFICIAL DO AUTOR - Todos os direitos reservados.